Páginas

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

BARULHO NO BECO - 30/11


SEXTA-FEIRA - 30/12
BARULHO NO BECO

Local: Beco das Frutas
Bandas: Antiskieumorra, Cätärro, Deus Verme
Hora: 18h
Preço: RS5

AMNÉSIA ROCK & BLUES (DOSOL MOSSORÓ) - 01/12



SÁBADO - 01/12
AMNÉSIA ROCK & BLUES

Local: Dosol Mossoró
Bandas: Os Inflamáveis
Hora: 22h
Preço: R$10



DAMAGE DIVISION E DESERT EAGLES NO JAZZY - 01/12



SÁBADO - 01/12
DAMAGE DIVISION E DESERT EAGLES NO JAZZY

Local: Jazzy Rocks
Bandas: Damage Division e Desert Eagles
Hora: 21h
Preço: R$10 (Revertidos em consumação)

FESTIVAL DOSOL 2012 (CAICÓ) - 01 E 02/12


SÁBADO E DOMINGO - 01 E 02/12
FESTIVAL DOSOL 2012 EM CAICÓ


ILHA DE SANTANA
ENTRADA GRATUITA

SÁBADO, 01 DE DEZEMBRO

17H - MAD GRINDER (MOSSORÓ)
17H45 - SON OF A WITCH (NATAL)
18H30 - RED BOOTS (MOSSORÓ)
19H15 - TALMA & GADELHA (NATAL)
20H - CAMARONES ORQUESTRA GUITARRÍSTICA (NATAL)
20H45 - SERTÃO SANGRENTO (CAICÓ)
21H30 - PRIMORDIUM (NATAL)


DOMINGO, 02 DE DEZEMBRO

17H - ROLLER COASTER (SANTA CRUZ)
17H45 - ALCOHOLIC CORROSION (CAICÓ)
18H30 - CABRONES (NATAL)
19H15 - CALISTOGA (NATAL)
20H - BORN TO FREEDOM (NATAL)
20H45 - SCÓRIA (CAICÓ)
21H30 - MONSTER COYOTE (MOSSORÓ)

sábado, 24 de novembro de 2012

LOS COSTELETAS FLAMEJANTES - 24/11


SÁBADO - 24/11
LOS COSTELETAS FLAMEJANTES

Local: Hells Pub
Bandas: Los Costeletas Flamejantes
Hora: 22h
Preço: R$5

LIVE ELETROCANA - 24/11


SÁBADO - 24/11
LIVE ELETROCANA

Local: Eletrocana
Bandas: Jonh Morrison, Flush, Balaio de Rua
Hora: 21h
Preço: Gratuito

MPBECO 2ª ETAPA - 24/11




SÁBADO - 24/11
MPBECO 2ª ETAPA 

Local: Praça 7 de setembro
Bandas: Show de abertura com Gato Lúdico, depois as bandas concorrentes da noite e o encerramento com Karina Buhr
Hora: 18h
Preço: Gratuito

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

RESENHA FESTIVAL DOSOL - 2º DIA




O domingo do Festival Dosol deste ano foi feito de forma gratuita acoplado ao Circuito Cultural Ribeira que acontece todo segundo final de semana de cada mês. 

Os shows aconteceram em vários lugares de forma simultânea, em síntese, por questão de gosto acabei me detendo mais ao palco do Armazém Hall, que recebeu as bandas de vertentes mais pesadas como Metal, Hardcore e Stoner, abaixo vai as minhas impressões sobre os shows. Também cheguei a ver algumas bandas no Dosol, das quais também deixei minhas impressões. 

Vale lembrar que estive no Festival Dosol 2012 cobrindo o evento para o Fuga Underground, portanto este texto estará lá também de forma mais completa com as resenhas de bandas que não consegui ver, feitas por outras pessoas do site. 


Hottnyte (PB)
Aquela banda em que o público se divide entre os que gostam mais fingem que estão assistindo o show só para tirar sarro com os caras, e os que estão são para malhar de verdade. A realidade é que os caras têm boa qualidade, as músicas são bons hard rocks, algumas com umas pegadas até mais pesadas, e tem presença de palco, embora neste último ponto a coisa soe muito como uma cópia de alguma banda Hard dos anos 80, qualquer uma. O dia começou com um público menor que no primeiro dia, então não foram muitos que apareceram para o show, mesmo assim ainda foi mais gente que em anos anteriores.

Ubella Preta (PB)
Enquanto a Hottnyte desfilava maquiagens e performances teatrais no palco do Armazém, no Dosol quem fazia o som era a Ubella Preta, banda instrumental paraibana. Os caras fazem um instrumental percussivo e a cereja do bolo é o trompete, que dá uma elegância a mais ao som. Com relação ao público no Dosol era ainda menor que no Armazém, e quem esteve cedo no local viu um grande show, com músicas longas, mas que conseguiam não ser cansativas e que por fim as vezes era até dançantes, outras para curtir e viajar.

Psicomancia (RN)
O Psicomancia fez praticamente uma festa hardcore no palco com um show ontem vários componentes da cena local fizeram duos vocais com Gembroso e ontem as rodas de pogo foram nervosas, sempre comandadas pelo cantor.

Sin Ayuda (SP)
Enquanto o Psicomancia quebrava tudo no Armazém Hall no Dosol, tocando para um público tímido estava a Sin Ayuda de São Paulo. Com um som mais introspectivo e cadenciado agradou a quem estava presente e estava mais afim de ouvir um som e viajar, ao invés de rodar e suar em rodas de pogo. Um grande show, merece voltar em outras oportunidades.

Zeferina Bomba (PB)
A banda paraibana Zeferina Bomba trouxe seu punk rock violado para o Dosol e conseguiu levar um bom público à casa, que pela primeira vez no dia esteve quase lotada.  Também conseguiu originar boas rodas de pogo. É uma banda que já teve algumas passagens por Natal e relativa exposição na MTV, o que ajudou a levar público, a performance e a energia dos caras no palco garantiram a manutenção do movimento.

Kataphero (RN)
Enquanto o punk rock divertia uma galera no Dosol no Armazém os metaleiros de plantão tiveram sua primeira oportunidade de diversão do dia com a banda natalense Kataphero, que conseguiu levar grande público ao local. A banda sofreu algumas mudanças na formação, mas manteve a qualidade de sempre.


Plastic Fire (RJ)
A carioca Plastic Fire vou a primeira banda de fora do estado a se apresentar no palco do Armazém Hall. Um fato interessante é que pela segunda vez consecutiva a banda teve problemas com a formação antes de vir para Natal, o baterista não pôde viajar, o que fez o grupo ter que arrumar um batera de última hora. Conseguiram fazer um grande show, talvez o melhor do dia. Foram grandes rodas de pogo, muita gente empolgada cantando todas as músicas. O próprio vocal da banda desceu até o chão e cantou junto com a galera. Shilton, vocal do Born to freedom cantou uma música com a banda fazendo uma participação especial no show. Os caras devem lançar disco no próximo ano e já prometeram uma passagem pelo nordeste.

Primordium (RN)
O Primordium levou seu Death Metal ao Armazém Hall enchendo novamente a casa de metaleiros, muito técnica e peso foi a pesada do negócio.  Os mais empolgados devem ter voltado para casa com o pescoço doendo de bater cabeça.

Son of a Witch (RN)
A Sono f a Witch é relativamente nova, mas já vem fazendo muitos shows pelos bares da cidade, nem sempre com a qualidade de aparelhagem e espaço adequados, tiveram a oportunidade de se apresentar no Armazém com toda a estrutura de primeira e acabaram fazendo um dos melhores shows da noite, prendendo a atenção de todos os presentes.

Kamua (GO)
A banda goiana Kamura subiu ao palco como a penúltima da noite no Armazém Hall, o som dos caras é na linha do Hardcore / Metalcore, bom instrumental e vocais guturais. Fizeram boas rodas de pogo para um público que já lotava o a casa na espera do Exposed Your Hate.

Exposed Your Hate (RN)
Banda veterana do Death Metal Potiguar, já representou o estado em grandes shows e eventos fora, é composta por figuras conhecidas da cena local. Todos os ingredientes para um grande show e foi isso que fizeram. Sempre com boa presença de palco, muita técnica e peso o show tanto prendeu a atenção como promoveu rodas de pogo, uma ótima escolha para fechar as atividades do segundo e último dia de Festival Dosol em Natal. 

sábado, 17 de novembro de 2012

FESTIVAL DO SOL - 1º DIA




Antes de mais nada, estive no Festival Dosol 2012 cobrindo o evento para o Fuga Underground, então algumas partes do texto abaixo poderão ser encontradas lá, inclusive com os devidos créditos em meu nome, explico para que não ocorra qualquer problema com os mais desatentos.  

Far from Alaska
Banda nova, 6 meses de formação, mas que já está tendo destaque tanto na cidade como na internet, inclusive vieram de apresentação no festival Planeta  Terra. Diria que é uma boa banda, com certeza fazem um som diferente do que é produzido aqui no estado, dois vocais femininos, programação eletrônica, efeitos, guitarras pesadas e experimentação. Para a primeira apresentação do dia o público já era grande, acho que até pelo destaque que o grupo vem tendo na mídia virtual, fizeram um show regular que esteve no Dosol durante a apresentação elogiou, como ressalva fica somente a presença de palco, que ainda precisa ser melhorada, mas isso se pega com o tempo.

Kung Fu Johnny
Outra banda novinha em folha, com pouco mais de 6 meses de atividades, e ainda poucos shows pela cidade, mas que já vem com grande destaque na internet e até convites de gravadoras. Uma coisa é certa, tem muita qualidade, conseguem prender a atenção do público e de forma alguma são repetitivos, os próprios dizem que não se prendem a estilo e tocam tudo o que gostam. No show tocaram suas músicas próprias, podiam soar um jazz aqui ou um hard rock acolá, o público compareceu ao show e curtiu o som. Outro destaque é o fato de o baterista ficar responsável pelos vocais, normalmente dá errado, no caso dele deu certo.

Os inflamáveis
Estiveram no Festival pelo segundo ano consecutivo tocando o seu rock ‘n’ roll. Não apresentaram muita diferença de um ano para o outro, não que isso seja ruim, quem gosta do estilo esteve assistindo ao show dos caras e dançou.  Estão para lançar trabalho novo, algumas músicas novas na praça vamos esperar.

Red Boots
Mais uma que veio de 2011, entretanto saíram da edição de Mossoró e vieram para a de Natal, além de terem adquirido grande bagagem com lançamento de disco, turnê pelo Brasil e grande sequência de shows. Já tem público formado na cidade, gente que sabe cantar as músicas, bate cabeça, o que ajudou a deixar o Armazém Hall com público de horário nobre ainda à luz do dia. A experiência deu aos caras o traquejo para levar o público junto com eles, fizeram um bom show com direito a um tapa do guitarrista no microfone, coisa bem rock bruto, os rockeiros curtiram.

Aeromoças e tenistas russas(RS)
Então, por algum motivo que não me lembro passou despercebido, mas admito que não senti falta.  Acho que foi essa que achei o som parecido com música de som de cabaré, mas enfim. 



Huey (SP)
Os que olham mais tortos para o estilo poderiam chegar a dizer que Stoner Rock é sempre igual, pelo menos no instrumental. Esses caras vieram para jogar por terra esta ideia. Um show pesado e magnético. As músicas oscilaram entre o peso e a melodia marcante, o fato de não ter um vocal não faz falta alguma pela ótima, qualidade da banda e viaja por várias vertentes do Stoner, provavelmente voltaram a Natal em algum show de bandas instrumentais.

Monster Coyote
O festival veio em uma crescente de peso nos shows e foi ai que veio o Monster Coyote, que chegava de uma turnê que viajou pelo Brasil e Argentina tocando com os caras da Truckfigthers. O Dosol lotou de rockeiros barbudos e cabeludos fãs de Stoner Metal, as primeiras rodas de pogo surgiram com força total durante todo o show. A banda cresce cada vez mais em presença de palco e consegue uma interação de invejar com o público.

 Questions
Já uma veterana do hardcore brasileiro com 13 anos de estrada e algumas viagens à Europa a Questions ainda não tinha vindo ao nordeste. O primeiro show dos caras em Natal mostrou que não deveriam ter passado tanto tempo para chegar na região. Está certo, que o som não ajudou, o instrumental ficou baixo, mas os caras demonstraram a todo momento estarem muito a vontade de tocar em Natal, mostraram que conhecem alguns da cena local e fizeram de tudo para levar energia ao show, pena que muita gente guardou suas energias para a roda do Test e as rodas do Questions ficaram mais reduzidas, outra banda que merece voltar para um show mais longo, esperamos que não demore tanto.
Test
Para uma banda que costuma fazer shows nas ruas acho que o fato de terem tocado no dosol com um espaço mais reduzido e clima mais underground ficaram os caras se sentirem mais em casa. As rodas foram as mais brutais do dia, os câmeras que estavam filmando e tirando fotos na frente do palco tiveram problemas para conseguir trabalhar. Fizeram um show intenso, para os que gostam de peso, velocidade foi o melhor show do dia, sem sombra de dúvidas, tanto que no domingo a expectativa era que eles tocassem na frente do Dosol, o que não aconteceu.

Leptospirose
Outra que já veio na escalação por ser certeza de sucesso de público e crítica. Tocaram ainda este ano em uma das etapas do Circuito Cultural, de forma gratuita no Dosol. O último disco dos caras circulou nas listas de final de ano da maior parte dos blogs que tem uma queda por sons mais pesados, mesmo aqueles que também colocaram Criolo na lista deixaram ao menos um lugar para a banda só para dizer que curtiam um som mais pesado. O show foi mais um intenso, Quique Brawn é de instigar qualquer um com a sua postura de palco, as rodas continuaram e foi mais um grande show. A ressalva foi o show mais curto com a corda da guitarra que quebrou.

Silverados

Foi comentada como uma das surpresas da noite fazendo um som pesado e que agitou quem esteve presente vendo a apresentação da banda, aqui não posso comentar muito pois passei boa parte do tempo em entrevistas com o pessoal do Fuga Underground, por onde estava cobrindo o festival.  

Truckfighters
Essa era a banda mais esperada pelos barbudos de camisa de flanela de Natal. Fizeram um bom show os Stoners cantaram enlouqueceram, segundo relatos alguns até choraram, afinal os stoners tem cara de mal, mas também choram. Sobre esta banda vale uma ressalva de pós-show... Foi uma boa apresentação, quem curte deu valor, mas eles poderiam ter sido mais simpáticos com a produção e imprensa independente que estavam no local, não sei e por problemas pessoais ou não, mas acima de tudo o profissionalismo tem que existir.


Pez
Mais uma vez estive em entrevistas e acabei não vendo o show, porém pelo que pude apurar foi um show apenas mediano, nem ótimo, mas também não deu sono. 

Macaco Bong
Foi comentado como um dos bons shows da noite, temos aqui já outra distinção do festival, depois Truckfighters começou uma decrescente de peso das bandas, saindo do hardcore, passando pelo rock alternativo, indo pelo instrumental experimental até o ska, mas voltando ao Macaco Bong, fizeram um show com músicas do trabalho mais recente e deixaram a impressão de que o show poderia ter durado mais, mesmo os caras não sendo novidade na região.


Camarones Orquestra Guitarristica
Banda da produção  e do dono do festival já vem tocando há pelo menos umas 3 edições consecutivas pelo que me lembro. Não poderíamos dizer aqui que sem motivos, afinal é uma banda que já tem bagagem e público consistente na cidade. O Dosol lotou e foi aquela coisa de sempre dos shows da banda.

Maglore
Entramos na parte mais pop da noite, não tive muita paciência para assistir ao show, mas para quem curte deve ter sido bom, só não faz meu gosto. Música para quem gosta de romantismo e tal. 

Andróide Sem Par

Talvez fosse uma melhor ideia ter colocado a banda no inicio do dia. Com uma sonoridade pop rock romântico a partir daí o público que estava presente pelas bandas mais pesadas perdeu o interesse de vez. É uma banda que tem um público mais reduzido dentro da cidade e pouca estrada, enfim, ficou perdida no meio das que realmente o público queria ver.


Vanguart
A Vanguart  foi mais uma esperada com grande expectativa, desta vez já pelo público das vertentes indies que tava estava presente. Fizeram um show do disco novo, e com algumas músicas mais conhecidas, o Armazém esteve lotado e a recepção foi boa. 

Talma&Gadelha
Banda querida por nove entre dez meninas rock / pop da cidade e alguns caras que curtem indie, é bem verdade que tem shows animados, boa empatia com o público e músicas de boa qualidade, goste você ou não. É daquelas bandas que já entra com o jogo ganho, fizeram um bom show e agradaram ao público.

The Slackers
Finalizando a primeira noite do Festival Dosol 2012 veio a americana The Slakers com mais de 21 anos de muito Ska e estrada, músicas próprias e covers. Acho que o fato de o dia ter tido muitas bandas, iniciado com bandas mais pesadas e que cansaram mais o público logo no inicio ainda com rodas de pogos e moshs insanos, e logo depois ter entrado as bandas mais românticas e indies, fez com que o público ficasse reduzido para esta que foi uma grande apresentação desta edição.  A banda faz um show com músicas Ska, reggae e rock steady variando entre as vertentes. Um ponto interessante a destacar é a versão de “Minha Menina”, música de Jorge Ben em versão reggae, cantanda em um português com sotaque americanizado, mas que ficou muito legal. Quem não ficou para ver perdeu um grande Show. 

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

GOOD NEWS - 17/11


SÁBADO - 17/11
GOOD NEWS

Bandas: Androide Sem Par, Far From Alaska, Kung Fu Johnny
Local: Jazzy Rocks
Hora: 22h
Preço: R$5

MPBECO - 1ª ETAPA - 17/11


SÁBADO - 17/11
MPBECO

Local: Praça Sete de Setembro (centro da cidade)
Bandas: Totonho &Cabra e Carcará da Viagem (além das bandas concorrentes)
Hora: 18h
Preço: Gratuito

FEIJÃO COM ROCK - 18/11



DOMINGO - 18/11
FEIJÃO COM ROCK

Local: Fazenda Village Real
Bandas: Mobydick (Raul Seixas, Rolling Stones), Sex 'n' Rock (Black Sabbath, AC/DC), Jackblack (Deep Purpple, Led Zepplin), Resolver (Simon &Garfunkel)
Hora: 12h
Preço: R$15 + 1KG de alimento (até 17/11), R$20 (no local)  

terça-feira, 13 de novembro de 2012

OCEANSIZE - EFFFLORESCE




Banda de rock alternativo / progressivo de Manchester formada em 1998. O som é de uma melodia muito forte, unida a algum peso, muitos efeitos. 

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

NOITE INSTRUMENTAL - 09/11


SEXTA-FEIRA - 09/11
NOITE INSTRUMENTAL

Local: Jazzy Rocks
Bandas: Tesla Orquestra, Red Butcher (PB)
Hora: 21h
Preço: R$5

FESTIVAL DOSOL NATAL - 2012




NATAL
RUA CHILE, RIBEIRA
SÁBADO, 10 DE NOVEMBRO
Ingressos: R$20,00 (promo/social/estudante)
A venda no Café da Praça, Natal Shopping
SÁBADO, 10 DE NOVEMBRO
15H30 – FAR FROM ALASKA (RN)
16H – KUNG FU JOHNNY (RN)
16H30 – OS INFLAMÁVEIS (RN)
17H – RED BOOTS (RN)
17H30 – AEROMOÇAS E TENISTAS RUSSAS (SP)
18H – HUEY (SP)
18H30 – MONSTER COYOTE (RN)
19H – QUESTIONS (SP)
19H30 – TEST (SP)
20H – LEPTOSPIROSE (SP)
20H30 – SILVERADOS (URUGUAI)
21H – TRUCKFIGHTERS (SUÉCIA)
21H30 – PEZ (ARG)
22H – MACACO BONG (MT)
22H30 – CAMARONES ORQUESTRA GUITARÍSTICA (RN)
23H – MAGLORE (BA)
23H30 – ANDRÓIDE SEM PAR (RN)
24H – VANGUART (MT)
01H – TALMA&GADELHA (RN)
01H30 – THE SLACKERS (EUA)
DOMINGO, 11 DE NOVEMBRO
CENTRO CULTURAL DOSOL – PALCO INDIE
15H30 – JUBARTE ATACA (RN)
16H15 – UBELLA PRETA (PB)
17H – SIN AYUDA (SP)
17H45 – ZEFIRINA BOMBA (PB)
18H30 – HIEROFANTE PÚRPURA (SP)
19H15 – THE BAUDELAIRES (PA)
20H – CASSADY (PE)
20H45 – THE FIRST CORINTHIANS (PE/EUA)
21H30 – CALISTOGA (RN)
ARMAZÉM HALL – PALCO METAL E HARD CORE
15H30 – CABRONES (RN)
16H15 – HÖTT NYTE (RN)
17H – PSICOMANCIA (RN)
17H45 – KATAPHERO (RN)
18H30 – PLASTIC FIRE (RJ)
19H15 – PRIMORDIUM (RN)
20H – SON OF A WITCH (RN)
20H45 – KAMURA (GO)
21H30 – EXPOSE YOUR HATE (RN)
GALPÃO 29 – PALCO MPB E POP
15H30 – 30 DE OUTUBRO (RN)
16H15 – CLARA E A NOITE (RN)
17H – MOBÍLIA (CE)
17H45 –SEUZÉ (RN)
18H30 – ROSA DE PEDRA (RN)
19H15 – VINDA (SP)
20H – SIMONA TALMA (RN)
20H45 – LUIZ GADELHA (RN)
21H30 – KHRYSTAL (RN)
CASA DA RIBEIRA – PALCO DOSOL MÚSICA CONTEMPORÂNEA
16H – MONSTEREO (RN)
19H –POUCA CHINFRA (PE)
20H30 – TESLA ORQUESTRA (RN)

domingo, 4 de novembro de 2012

ELMA - ELMA_LP - 2012




Com 10 anos de carreira a banda Elma lançou este ano o seu primeiro disco completo, chamando simplesmente de Elma_LP.

São 9 músicas instrumentais que tem como principal vertente o metal, mas passam por diversas inclusive o rock experimental. 



Lado A:
1. (Instrumental)
2. A Parte Elétrica
3. Fat Breath
4. Busca
5. Smagma
Lado B:
6. Zoltan Ri
7. Agente
8. Retrogosto
9. VATARNO_i Cavalcante_ii O Passo_iii Trono de Sangue_(mental)

sábado, 3 de novembro de 2012

ROCK 'N ROLL ALL NIGHT - 03/11



SÁBADO - 03/11
ROCK 'N ROLL ALL NIGHT 

Local: Jazzy Rocks
Bandas: Os Bonnies, Os Inflamáveis
Hora: 21h
Preço: R$5

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

DIA DE LOS MUERTOS - 02/11


SEXTA-FEIRA - 02/11
DIA DE LOS MUERTOS

Local: Jazzy Rocks
Bandas: Jubarte Ataca, Son of a Witch, Devillocks
Hora: a partir das 19h
Preço: R$10 ou R$6 (fantasiado)